quinta-feira, 20 de dezembro de 2012


EDUCAÇÃO FINANCEIRA DOS CONSUMIDORES JOVENS
4.ª EDIÇÃO – ANO LETIVO 2012/2013 
                  
O  Serviço  Municipal de  Informação ao Consumidor, em colaboração com a Divisão de Saúde e Ação Social, vai levar a efeito a 4.ª edição do projeto Educação Financeira dos Consumidores Jovens, sendo destinatária a comunidade educativa do pré-escolar, de diversas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) da área do município de Sintra, nomeadamente:

A Creche Sempre em Flor, Centro de Apoio à Criança, Centro de Assistência Social de Belas, Centro de Bem Estar Social de Queluz, Centro Social Paroquial de Santa Marta do Casal de Cambra, Centro Social Paroquial de São João das Lampas, Centro Social Quinta da Boa Vista, Infantário do Povo, Jardim Escola João de Deus de Albarraque, Jardim de Infância Popular, SCM Sintra - JI Portela e Solami.  
Tal como nas anteriores edições, no âmbito desta iniciativa e em cada IPSS, estão previstas atividades de sensibilização, direcionadas em cada IPSS quer para as crianças com 5 anos, quer para os respetivos pais e professores. Assim, enquanto para os adultos de cada instituição, são realizadas Sessões de Sensibilização através das quais se abordam diversos aspetos da literacia financeira dos mais novos, para as crianças o projeto integra as seguintes atividades: a fábula A Cigarra e a Formiga, a atividade Eu quero! Eu Preciso? e o Jogo do Consumidor.
Na anterior edição, este projeto envolveu 489 participantes, dos quais 280 eram crianças com 4 e 5 anos, tendo nas Sessões de Sensibilização estado presentes 209 adultos (pais e professores).
                                                                                                                                                            
                  




Conforme se pode verificar pelas representações gráficas das avaliações efetuadas pelos participantes nas sessões para os adultos (Gráficos N.º 1, 2 e 3), pode considerar-se como bastante positivo o balanço desta iniciativa, razão por que, em nosso entender, se justifica a realização de uma nova edição deste projeto.

Responsável: Manuel José Sargaço